Classificação de variedades de Cattleya intermedia  

Posted by Mariana G. De Nadai in ,

O presente trabalho é uma proposta de classificação das variedades da Cattleya intermedia Graham ex Hooker, tendo como base o Regulamento da FGO (Federação Gaúcha de Orquidófilos).


C. intermedia "Figueirinha II"



Labelo da C. intermedia


Uma das premissas deste trabalho é a simplificação, de modo a tornar fácil o entendimento da classificação das variedades, condição básica para que iniciantes entendam e tomem gosto pela arte de cultivar e colecionar a Cattleya intermedia.

Desse modo algumas variedades, com diferenças sutis, foram agrupadas, como no caso das variedades "suave " e "lilasina" cuja diferença está apenas na tonalidade da cor rosa do labelo, tornando difícil, senão impossível diferenciar determinadas flores. Na mesma linha, tentamos sistematizar as características que definem flores pelóricas e suas descendentes, outra fonte de intermináveis discussões.

Além disso, não consideramos como variedade a simples mudança de cor de algumas variedades, como as orlatas vinicolores, as marginatas cerúleas, as flâmeas frezinas, etc..

Como a forma sempre tem predominância sobre o colorido, entendemos que essas flores devem se encaixar nas variedades de forma do colorido, ou seja, continuam sendo "orlatas", marginatas e flâmeas, independentemente do colorido.

Quanta às variedades de forma dupla como as flâmeas orlatas, aquiniis marginatas, etc., consideramos que devem ser classificadas pela forma da flor, a qual deve ter predominância sobre a forma do colorido, isto é, continuam sendo flâmeas, aquiniis, etc., independentemente do colorido e da forma do colorido.

Deve-se entender que o conceito de "variedade" usado neste trabalho é horticultural, usado e aceito há décadas por orquidófilos e colecionadores de orquídeas. Não é o conceito botânico.

Sugerimos três categorias para a classificação da C. intermedia. Cada categoria contém as variedades agrupadas por alguma característica comum, totalizando 26 variedades:

I) categoria I - pela forma da flor:
1) pelórica
2) aquinii
3) flâmea
4) bergeriana

II) categoria II - pela forma do colorido da flor:
1) albescens
2) puntata
3) maculata
4) orlata
5) marginata
6) multiforme
7) oculata
8) pseudo-tipo
9) striata
10) venosa

III) categoria III - pelo colorido da flor:
1) tipo
2) bordô
3) cerúlea
4) fresina
5) lilasina
6) roxo-bispo
7) semi-alba
8) vinicolor
9) alba
10) concolor
11) rubra
12) sangüínea

As categorias I e II são variedades independentes do colorido da flor, as flores dessas categorias podem ter qualquer cor.

A categoria III é totalmente dependente do colorido da flor.

A forma da flor tem predominância sobre a forma do colorido que por sua vez tem predominância sobre o colorido. Por exemplo: flor "flâmea orlata vinicolor" pertence à variedade "flâmea".

Fontes:

http://www.orquidariocarlosgomes.com/

http://www.damianus.bmd.br/

This entry was posted on domingo, setembro 19, 2010 at domingo, setembro 19, 2010 and is filed under , . You can follow any responses to this entry through the comments feed .

1 comentários

Oi! eu sou Alexandra e gosto bastante de flores diferentes (como se destacam as orquideas) e eu achei uma orquídea no sítio do meu vô que é bem diferente e queria saber se tem um nome ou até como pegar mudas. Você pode me ajudar? Eu mando foto por alguma rede social ou sei lá... eu realmente gostei daquela orquídea.

28 de julho de 2016 13:38

Postar um comentário

Visitas